Existe razão nas coisas feitas pelo coração?

16 de novembro de 2016 – 20:00

quesejaleve-1

Quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração? E quem irá dizer que não existe razão?”

Não é de hoje que as reflexões que eu faço da vida me direcionam para as músicas que me marcaram.

Assim como eu, tenho certeza que você enfrenta diariamente as incertezas da vida. Principalmente nesse novo mundo em que vivemos, nessa aventura que se chama maternindade.

Um certo dia escrevi sobre ser quem podemos ser, num outro momento sobre as desventuras da mãe moderna e por aí vai.

A vida segue, as experiências aparecem, mas o sentimento de incerteza sempre está aflorado em decorrências das regras, rótulos e cobranças que enfrentamos dia a dia.

“Um certo dia eu resolvi mudar e fazer tudo o que eu queria fazer”, sim, assim como mais uma música que embalou minhas tardes de ócio na adolescência. Nesse momento, meus dias se tornaram menos cansativos, minha rotina menos desgastante, minhas relações mais prazerosas, até tempo eu adquiri nos meus dias que antes eram consumidos integralmente pelo escritório e rotina de mãe e esposa.

Assim como muitas de nós, troquei o tempo em que eu fazia o que a sociedade esperava de mim, para fazer aquilo que eu queria e podia fazer.

Há quem diz que deixei de ser exemplar, mas quem disse que meu objetivo de vida é ser exemplo?

Se fizemos uma reflexão dos  últimos 2 anos de nossas vidas, perceberemos que durante este tempo, buscamos insistentemente ser quem não somos, mas o que a sociedade espera de nós. E nessa busca perdemos nossa essência, nossa pureza e nossa verdade!

Absorvemos as cobranças, exigências e pseudo roteiro de como viver e ser quem deve ser, enquando deveríamos apenas deixar florecer o AMOR que há entre nós, que nos aproxima do próximo, nos acalenta a alma, nos traz paz, harmonia e satisfação em viver.

Se entendêssemos que o primeiro ingrediente da receita da vida é o AMOR, perceberíamos que a vida pode ser vivida sem regras, rótulos e manuais. Seríamos mais reais, seguiríamos mais nosso instinto ao invés das pseudo regras. Seguiríamos a vida com mais leveza, aconchego e a certeza de que tudo que foi feito, foi feito por amor e o “o amor, é o calor que aquece a alma.” E quem um dia irá dizer que não existe razão nas coisas feitas pelo coração?

postado-por-2

 

Tag: , ,

Publicado por

Mãe do Miguel, idealizadora do BH for Kids e integrante da plataforma materna BeagáMães.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Design by Jean Gontijo