Lili canta o Mundo!

9 de novembro de 2017 – 13:51

Nascida da poesia de Mário Quintana, a personagem Lili ganha vida no musical infantil Lili Canta o Mundo!, de Irene Bertachini e Cristiano Gouveia. A dupla lançará o CD que leva o nome do espetáculo dia 12 de novembro, às 16h, no Teatro Bradesco. A apresentação faz parte da programação do Diversão em Cena ArcelorMittal em Belo Horizonte. A Artelivre Produção e Comunicação é parceira do projeto.

O espetáculo musical traz no repertório poemas do livro Lili Inventa o Mundo, musicados pela dupla de cantores e narrados pela contadora de histórias, Aline Cântia. Por meio das poesias de Quintana, descobre-se o mundo do faz de conta da menina Lili. O público é convidado a entrar em uma viagem musical e poética, que envolve mitos e superstições, cidadezinhas imaginárias e grandes aventuras. “Um dos objetivos do espetáculo é trazer a poesia para o universo infantil”, conta Irene.

Neste passeio, baixinhos e grandinhos poderão mergulhar na literatura de Mário Quintana e na diversidade rítmica e melódica da música popular brasileira. “É como se Lili inventasse um mundo diferente para cada pessoa que se abre para conhecer o seu universo. Cada um tem a sua criança dentro de si”, acredita a cantora.

Lili Canta o Mundo nasceu em 2013, por iniciativa do músico e ator paulista Cristiano Gouveia e da mineira Irene Bertachini. O espetáculo foi desenvolvido para um projeto do Sesc Santos que, na época, homenageava Mário Quintana. O show veio para Belo Horizonte, com curta temporada e, agora, ganha CD gravado com várias participações.

 

DIVERSÃO EM CENA ARCELORMITTAL

“Lili Canta o Mundo!”

Data: 12 de novembro – Domingo

Horário: 16h

Local: Teatro Bradesco | Rua da Bahia, 2244 – Lourdes – Belo Horizonte/ MG

Sugestão Etária: Livre

Entrada: R$ 10,00

 

 

Tag: ,

Publicado por

Mãe do Miguel, idealizadora do BH for Kids e integrante da plataforma materna BeagáMães.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Design by Jean Gontijo